• Marisa Caxinguele

Trilha da Água Branca - paradisíaca

Não há adjetivo suficiente para descrever a Trilha da Água Branca. Deus estava no auge de sua inspiração quando criou esse lugar, caprichando em cada detalhe. São 2 km de trilha fácil (ou melhor, 4km ida e volta), em meio à Mata Atlântica preservada, com cinco piscinas naturais. O caminho é muito bem demarcado, há uma torre de observação de pássaros de uns 10 m de altura e o local é preservado pelo Parque Estadual de Ilhabela, com guarita, sanitários, ducha, uma área para piquenique. Ou seja, é perfeito!


Poço do Jabuti, o troféu de quem completa a trilha

A trilha começa na entrada do Parque, basta colocar Castelhanos no seu GPS que chegará lá facilmente. Estacione próximo à guarita, onde fica o início da trilha, que é fácil, autoguiada e bem sinalizada. Mas, se quiser minha companhia, será um prazer te levar e fazermos o passeio juntos!

Antes de sair do carro, já passe o repelente contra borrachudos, lá tem muito. E vá de tênis ou bota de trilha. O caminho é lindo, com árvores das mais variadas espécies, algumas gigantescas, e muitas flores, bromélias, e folhagens. Você poderá avistar animais pequenos, pássaros, borboletas (tem uma azul que é estupenda) e inclusive lagarto grandes, que matam a gente de susto porque fazem o maior barulho que fogem de nós. Eu nunca vi cobras ali, mas é bom sempre ficar atento.


Logo a 100 m da guarita está a primeira piscina natural, o Poço da Pedra. É linda, ótima para nadar, mas eu prefiro passar direto por ela, porque é uma parada para todos os passeios para Castelhanos e está sempre lotada pela manhã. No final do passeio é que o visito.

Vou direto para o segundo poço, a 500 metros da guarita, que é o da Escada. Chego e já me jogo na água - não se intimide e não faça mimimi, porque a água só é gelada para entrar. Crie coragem porque depois que molhar o termômetro, você nunca mais vai querer sair. É um frio refrescante. Também é um espaço legal para famílias com crianças, porque tem balanço, gangorra, mesas – dá para passar o dia inteiro só nesse espaço! Inclusive, dá para nadar em todos os cinco poços.

Cerca de 100 m pra frente fica o Poço da Ducha, o meu favorito (é a minha foto do WhatsApp). Tem duas cachoeiras que dá pra entrar embaixo, uma massagem impagável! Para quem vai pela primeira vez, dá um certo medinho entrar ali, porque parece uma fenda e não dá pé, mas é bem tranquilo. A água cai nas costas com uma força perfeita, renova as energias e lava a alma.

Um pouco pra frente tem a torre de observação de pássaros. Tem várias bananeiras ali, eu já vi tucano, papagaio e uns pássaros lindos, bem coloridos. Sei que tem visitas monitoradas para quem faz birdwatching, só entrar em contato com o Parque.

Há ainda o poço do Jequitibá, tem uma árvore dessa espécie lá de cerca de 400 anos de idade. E o último poço é o do Jabuti, de onde há um acesso para a Estrada de Castelhanos, o que deixa o retorno um pouco mais curto. Eu nunca voltei por lá, porque adoro a trilha e sempre volto para o primeiro poço, que pulei.

A Trilha da Água Branca é perfeita em qualquer dia. Nos quentes, é mega refrescante nadar ali. Nos nublados ou frios, vale a caminhada e o contato com a natureza. É imperdível para qualquer pessoa que estiver na Ilha.


#trilha #ecoturismo #abeta #piscinasnaturais #piscinanaturalilhabela #litoralnorte #ilhabela #caxinguele #cachoeira #montanhismo

0 visualização

(11) 99682-8578

©2019 por Caxinguelê Ilhabela. Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now